Francisella tularensis > Atlas > Microbiologia da Água

  • Cultura de Francisella tularensis em Ágar chocolate

    Cultura de Francisella tularensis em Ágar chocolate

  • Microscopia óptica de células de Francisella tularensis após coloração de Gram.

    Microscopia óptica de células de Francisella tularensis após coloração de Gram.

  • Microscopia eletrônica de varredura de Francisella tularensis no interior de macrófagos.

    Microscopia eletrônica de varredura de Francisella tularensis no interior de macrófagos.

Clique nas imagens para ampliar

Morfologia

  • As bactérias do gênero Francisella são cocobacilos muito pequenos.
  • Coram-se em rosa pela coloração de Gram sendo classificados como Gram-negativos.
  • As espécies de Francisella são imóveis não possuindo flagelos.
  • Estas bactérias são facultativamente intracelulares.

Fisiologia

  • As bactérias do gênero Francisella são aeróbias.
  • Oxidase negativas.
  • Catalase negativas.
  • Proliferam em temperaturas de 20 °C a 40 °C com um ótimo em torno de 30 °C.

Ecologia

  • As diferentes espécies e subespécies do gênero Francisella ocorrem em diferentes habitats, sendo algumas isoladas de águas naturais de riachos, poços, lagos e rios e algumas são isoladas de águas marinhas.
  • As espécies de Francisella do tipo A são encontradas em roedores como coelhos, lebres, ratos almiscarados e castores, em cervos e em animais de estimação como gatos, cachorros e hamsters que servem como reservatórios da bactéria.
  • Sobrevivem por período prolongado em água e sedimentos.
  • São componentes de biofilmes no ambiente aquático.

Taxonomia

  • Estas bactérias pertencem à família Francisellaceae que apresenta duas espécies de interesse para a saúde humana que são a Francisella tularensis e a Francisella philomiragia.
  • A Francisella philomiragia é de ambiente marinho.
  • A espécie Francisella tularensis é dividida em quatro subespécies, sendo as infecções humanas causadas mais frequentemente por Francisella tularensis subespécie tularensis (tipo A) e Francisella tularensis subespécies  holoartica (tipo B).

Doenças em Humanos

  • A tularemia é o nome dado à doença aguda causada pelas bactérias do gênero Francisella em humanos e em animais.
  • A maior parte dos casos de tularemia ocorre na Europa e na Ásia, mas casos esporádicos são relatados em vários países do hemisfério norte.
  • As manifestações clínicas são muito variáveis e dependentes da linhagem infectante.
  • São conhecidas seis formas clínicas da tularemia, tanto formas localizadas como sistêmicas.
  • A sintomatologia inicial pode ser inespecífica, com o aparecimento de febre, dores musculares, náuseas e dores de cabeça.

Prevenção

  • Difícil de estabelecer um método de prevenção porque algumas espécies são transmitidas por animais e vetores e outras por aerossóis contaminados.

Presença em água para consumo humano

  • O consumo de água natural contaminada com a bactéria pode resultar em doença, principalmente em locais com animais silvestre infectados.
  • Francisella philomiragia é encontrada em águas marinhas, infectando peixes e, ocasionalmente, humanos.
  • Não encontramos relatos de sua presença em água potável com cloro residual adequado.
  • Roedores infectados podem contaminar os reservatórios de água domiciliares.

COMPARTILHAR